Lousada, 2017
Ano Municipal do Ambiente e Biodiversidade

Efemérides

30 de novembro 1891

Processo de construção do cemitério da freguesia de Santa Margarida dá entrada no Governo Civil.

29 de novembro 1943

Neste ano, o linho era cultivado em todas as freguesias do concelho. 

28 de novembro 1685

Auto de visitação da Capela de Sto. André, da Casa de Ronfe (Meinedo), pelo Pe. de Rebordosa, dando parecer favorável para ali se dizer missa.

27 de novembro 1915

O Dr. Porfírio Magalhães é empossado como Administrador do Concelho, substituindo Eduardo Osório, em plena Crise de Subsistências.

26 de novembro 1916

Último encontro de 28 antigos alunos do Colégio de Vinça, na Confeitaria Lemos, junto aos Clérigos, no Porto, juntando alunos que frequentaram o Colégio de 1868 a 1873.

25 de novembro 1964

Joaquim Burmester é empossado no Governo Civil como Presidente da Câmara de Lousada, sendo à tarde recebido nos Paços do Concelho.

24 de novembro 1906

O Dr. António Pinto de Mesquita Carvalho Magalhães, da Casa de Vila Verde, é nomeado Governador Civil do Porto.

23 de novembro 1879

Nascimento, em Covas, de Isabel Maria Coelho Leal de Sousa Meireles (Portocarrero), senhora da Casa do Ribeiro que deixou à Misericórdia de Lousada para um asilo-creche, de que é patrona.

22 de novembro 1852

Nascimento, no Paço de S. Cipriano (Guimarães), de Dinis da Costa Santiago de Carvalho e Sousa, tesoureiro da Câmara do Porto e senhor. da Casa de Sto. Ovídio (Aveleda).

21 de novembro 1923

É concluído o restauro da igreja de Cernadelo.

20 de novembro 1884

Concurso para arrematação de pedra britada, tendo em vista a conservação da estrada entre Vizela e Entre-os-Rios, atual EN 106.

19 de novembro 1865

A Câmara concorda construir uma estrada nova entre Sequeiros e a Vila, iniciando, assim, a construção da reta de Lagoas.

18 de novembro 1802

Nascimento, em Ancede (Baião), do Pe. Francisco Barbosa de Queirós. Abade de Figueiras desde 1859, ganhou fama de santidade.

17 de novembro 1273

Aforamento pelo Rei D. Afonso III a Maria Peres do casal da Ramada (Cernadelo).

16 de novembro 1742

Nascimento de Bernardo Mesquita Pinto de Sousa Magalhães Coelho, Capitão de Auxiliares, que fez grandes obras na Casa de Vila Verde (Caíde) e mandou construir a capela.

15 de novembro 1873

Registada perante a Câmara Municipal uma mina de estanho, chumbo e outros metais que descobriu Agostinho Moreira, no vale de Fonte Cova.

14 de novembro 1481

Celebrado contrato de emprazamento da terra do Carregal (Casais) entre o Mosteiro de Vilela e Gonçalo Anes e esposa.

13 de novembro 1905

O Cónego António Hermano é designado cónego honorário da Sé, em Cabo Verde.

12 de novembro 1113

Primeira referência documental sobre moinhos no território de Lousada.

11 de novembro 1286

Em data incerta deste mês é feita carta de partilhas entre D. Martim Gil e D. Constança Gil, e, pelo outro lado, o clérigo Pedro Miguéis, procurador da Abadessa e Mosteiro de Arouca, sobre bens de D. Guiomar Gil, antiga Abadessa do Mosteiro, entre os quais meio casal em Nespereira.

10 de novembro 1852

Nascimento, Silvares, do Pe. José da Cunha Gonçalves, Presidente da Câmara de Lousada e dirigente do Sindicato Agrícola.

9 de novembro 1893

Falecimento, na Casa da Jusam, de que era senhor, de José de Sousa Freire Malheiro.

8 de novembro 1265

D. Afonso III concede carta de foro de meio casal na paróquia de S. Lourenço (Pias) a Gonçalo Pires.

7 de novembro 1954

Receção do novo pároco de Nespereira, Pe. Arnaldo Baptista Meireles.

6 de novembro 1910

O jornal “Vida Nova” inicia a sua publicação na Sra. Aparecida, como semanário político literário, agrícola e comercial, propriedade do Pe. Albino Júlio de Magalhães.

5 de novembro 1912

Nascimento, em Vila Nova de Gaia, do Prof. Manuel Vieira Dinis, Professor do ensino primário, jornalista e editor do “Jornal de Lousada” e investigador nas áreas da história, arqueologia, cultura e ciência.

4 de novembro 1770

Nascimento de Francisco de Sousa Pinto de Mesquita de Carvalho Magalhães, senhor da Casa de Vila Verde (Caíde). Capitão de Granadeiros do Regimento das Milícias de Basto.

3 de novembro 1907

José Teixeira da Mota assume o cargo de diretor do “Jornal de Lousada”, substituindo Artur Bivar.

2 de novembro 1902

O Bispo do Porto, D. António Barroso, passa pela Vila em direção a Lustosa.

1 de novembro 1130

Falecimento da Rainha D. Teresa, que em 1125 mandou reedificar o antiquíssimo Mosteiro de S. Mamede (Lustosa) de frades bentos (dobrado), depois reduzido a abadia secular.

31 de outubro 1890

O Dr. António Leite, de Bairros (Lodares), efetua a doação dos seus bens às Irmãs Franciscanas Hospitaleiras, para ali ser aberta uma escola, dando origem ao Colégio de Bairros.

30 de outubro 1902

Processo de construção do cemitério de Alentém dá entrada no Governo Civil do Porto.

29 de outubro 1663

Batismo, em Caíde de Rei, de António Pinto de Mesquita. Fidalgo Cavaleiro da Casa Real, Capitão-Mor de Celorico de Basto e senhor da Casa de Vila Verde (Caíde).

28 de outubro 1876

Nascimento, em Santa Cristina de Figueiró (Amarante), do Pe. Paulino Neto da Silva Freitas. Pároco de Silvares, administrador do jornal “O Echo da Verdade” e dirigente da Assembleia Lousadense. Morador na Casa da Adega (Silvares), que herdou de seu pai.

27 de outubro 1731

Carta de Brasão de Armas passada a António Pinto de Sousa, da quinta do Cáscere (Nespereira).

26 de outubro 1839

Nascimento de Bernardo Pinto de Almeida Soares de Lencastre, da Casa de Alentém, Fidalgo Cavaleiro da Casa Real e Administrador do Concelho de Felgueiras.

25 de outubro 1265

O Rei D. Afonso III efetua o aforamento de meio casal de Pias a Gonçalo Pires.

24 de outubro 1753

Carta de Brasão de Armas passada a João da Cunha Coutinho Osório Pinto da Fonseca, da Casa de Juste (Torno).

23 de outubro 1969

Por escritura pública, é criada a Fabinter – Fábrica Internacional de Confecções, que veio promover o desenvolvimento industrial do concelho e a criação da patente Kispo.

22 de outubro 1889

O executivo camarário aprova voto de pesar pelo falecimento do Rei D. Luís.

21 de outubro 1789

Nascimento, em Nogueira, de António Cabral de Noronha e Meneses, senhor da Casa da Bouça Fidalgo Cavaleiro da Casa Real.

20 de outubro 1786

Carta de Brasão de Armas passada a Caetano Machado Ribeiro Pacheco, da Casa de Barrimau (Nevogilde).

19 de outubro 1602

Batismo de Henrique Teles, em Figueiras, decerto o Henrique Teles dito de Arouca, onde terá vivido com seu pai. Viveu na Ilha da Madeira, onde foi Sargento-Mor e teve numerosa descendência.

18 de outubro 1648

Falecimento de Heitor Borges Barreto, na Casa de S. João de Macieira, de que era senhor e onde mandou esculpir a pedra de armas.

17 de outubro 1567

Emprazamento do casal de Bouçô de Santo André (em Santo Estêvão) a Santos Pacheco, herdeiro da Casa de Santo André.

16 de outubro 1409

Testamº de Ansur Dias deixa ao Most. de Cete o casal de Carcavelos de Riba Sousela, no sopé do Monte Calvelo.

15 de outubro 1835

Casamento, na igreja de Covas, de Ana Carolina Augusta Vaz Guedes Pereira Pinto Bacelar Teles de Meneses e Melo, senhora da Casa de Rio de Moinhos e Viscondessa de Vila Garcia, com seu primo Manuel Pinto Vaz Guedes Bacelar Sarmento Morais Pimentel, membro da Junta Provisória do Governo Superior do Reino, que mandou esculpir a pedra de armas posteriormente transladada para a Casa do Carreiro (Nevogilde).

14 de outubro 1723

Na visita à igreja de Aveleda, o visitador determina que se forrasse o teto da capela-mor.

13 de outubro 1762

Nascimento, na Casa de Real (Ordem), de José Freire Vieira Teixeira Queirós. Cavaleiro da Ordem de Cristo, Capitão-Mor de Leça do Balio e Fidalgo Cavaleiro da Casa Real.

12 de outubro 1784

Nascimento do Dr. António Pinto Coelho Soares de Moura, da Casa da Lama (Lodares). Juiz do Crime no Bairro do Mocambo, em Lisboa, e Juiz de Fora em Tondela. Deputado às Cortes em 1823 e Cavaleiro da Ordem de Cristo.

11 de outubro 1914

Bênção da ampliação da capela da Senhora do Alívio, em Covas (do séc. XIX), com outros melhoramentos custeados pelo benemérito Major José Moreira Ribeiro.

10 de outubro 1862

Falecimento de Manuel Albino Pacheco, da Casa das Vinhas (Nevogilde). Presidente da Comissão Municipal de Aguiar de Sousa. Restaurou em 1830 a capela de Nª Sª da Ajuda, na sua freguesia, devido a graça recebida, como se pode ler em inscrição por cima da porta principal.

9 de outubro 1733

O abade Domingos Lopes Camelo, visitador da igreja de Santo Estêvão, refere que os paroquianos trabalham com muito afinco nas obras do novo templo.

8 de outubro 1743

Carta de Brasão de Armas passada a Emerenciana Luísa, senhora da Casa da Lama (Lodares).

7 de outubro 1361

O Rei D. Pedro I apresenta para a igreja de Covas o clérigo João Eanes.

6 de outubro 1648

Falecimento, na Foz do Douro, de onde era natural, de Fr. André Marques de Almeida, pároco de Figueiras, onde foi muito interventivo, nomeadamente nos restauros da igreja matriz e da capela de Nª Sª da Misericórdia, deixando registos epigráficos.

5 de outubro 1727

Nascimento, no Torno, de João da Cunha Coutinho Osório Pinto Coelho da Fonseca, Fidalgo de Cota de Armas, Capitão-Mor do Unhão e senhor da Casa e quinta de Juste.

4 de outubro 1910

José Freire da Silva Neto conclui o seu mandato na presidência da Câmara de Lousada.

3 de outubro 1953

Inauguração da Fábrica de Lacticínios da Quinta da Tapada, com a presença do Ministro da Economia, Dr. Rafael Duque.

2 de outubro 1296

A Abadessa do Most. de Arouca, D. Luca Rodrigues, entra em acordo com o ab. de Aveleda, Gonçalo Gonçalves, acerca das águas do rio Sousa que iam para o moinho de Pias.

1 de outubro 1919

Entra em funcionamento a escola em Boim, no edifício da residência paroquial, para a qual foi nomeado o Prof. Tomás de Barros.

30 de setembro 1523

Emprazamento da quinta de Vinhais (Nevogilde), pertencente à Mesa conventual de Paço de Sousa, feito ao Meirinho do bispado do Porto por D. João de Soiro, Abade do Mosteiro, e Procurador de D17. Pedro da Costa, Bispo da diocese e comendatário do Mosteiro.

29 de setembro 1823

Bernardino Coelho Soares de Moura, Brigadeiro da Lama, é agraciado pelo Rei D. João VI por Heroica Fidelidade Transmontana.

28 de setembro 1923

Nascimento do Coronel Augusto Soares de Moura, senhor da Casa da Lama (Lodares). Coronel piloto-aviador, condecorado com várias distinções. Responsável pela companhia de madeiras de Cabinda. Autor das obras Lousada Antiga, Biografia de Bernardino Coelho Soares de Moura e do romance O Segundo Aviso, bem como de outras investigações. Presidente do Grémio da Lavoura, da Adega Cooperativa e da Associação Museu-Biblioteca de Lousada, da Liga dos Combatentes de Penafiel e professor no Colégio Eça de Queirós.

27 de setembro 1765

Encomendado ao entalhador José Pereira Veloso, da cidade de Braga, a execução do retábulo do Santíssimo Sacramento da igreja de Boim.

26 de setembro 1846

Nascimento, na Casa de Rio de Moinhos (Covas), de Francisco Vaz Guedes Bacelar, Administrador do Concelho. Estabeleceu-se depois como comerciante no Rio de Janeiro, onde faleceu.

25 de setembro 1926

O jornal “Vida Nova” acusa o pároco de Vilar de “réu de um crime que não merece perdão” por este se opor à realização da feira da Senhora Aparecida quando os dias 7 ou 19 de cada mês coincidirem com domingos.

24 de setembro 1656

Em dia indefinido deste ano começa a construção da Casa do Cáscere (Nespereira).

23 de setembro 1736

Início da visitação do Reverendo Manuel Pinheiro de Sousa, abade encomendado da igreja de S. João das Caldas (Vizela) à capela de S. Bartolomeu (Aveleda).

22 de setembro 1782

Falecimento, na sua Casa do Casal, em Vila Verde (Felgueiras), de D. Maria Josefa Pinto de Magalhães Coelho, senhora da Casa Grande de Vilela (Aveleda). O funeral teve a presença de 156 padres.

21 de setembro 1902

Festividade ao Sagrado Coração de Jesus, em Santa Margarida, precedida de tríduos de oração. No dia 11 foi benzida a imagem do Coração de Jesus, oferecida pelo abade da freguesia, Pe. José Ribas de Magalhães, havendo fogo-de-artifício, iluminação e música.

20 de setembro 1740

Carta de Brasão de Armas passada a Baltasar Ferreira de Melo, da Casa do Carmo (Santo Estêvão).

19 de setembro 1779

Nascimento, na Casa das Pereiras (Alentém), do Capitão Manuel José Teixeira Rebelo. Juiz ordinário, do cível e das remissões do antigo concelho do Unhão, oficial do Regimento de Milícias de Guimarães, Porta-Bandeira, Capitão da 7ª Companhia do Regimento de Milícias da mesma vila e de Basto, o qual fez a campanha de defesa da região do Norte contra as Invasões Francesas e deixou o seu nome ligado à criação da feira anual da Senhora Aparecida e à reconstrução da capela de S. Sebastião, perto de sua casa, mas já na freguesia de Cernadelo.

18 de setembro 1914

De 18 a 20 de setembro de 1914 decorreram em Covas as festas em honra da Senhora do Alívio e do padroeiro da freguesia, S. João Evangelista. O produto da quermesse reverteu para a construção do cemitério.

17 de setembro 1272

O Rei D. Afonso III concede a Miguel Pires e a sua mulher Maria Viegas, ou Miguéis, carta de foro de meio casal no lugar do Bairro, em Alvarenga, e pelo casal de Covas (Silvares).

16 de setembro 1923

Nascimento, no Porto, do Arquiteto Fernando Lanhas. Pintor (pioneiro da pintura abstrata em Portugal), arqueólogo (descobriu o castro da praia de S. Paio, em Labruge), astrónomo e inventor do fotalto, que permite tirar fotografias aéreas a pequena altitude, em locais de difícil acesso. Diretor do Museu de Etnografia e História do Porto. Em Lousada possuía várias propriedades, foi arquiteto da Câmara Municipal e recebeu a Medalha de Ouro de Mérito Municipal.

15 de setembro 1422

O Rei D. João I apresenta para a igreja de Caíde o clérigo João Gomes.

14 de setembro 1107

A freguesia de Sousela vem referida no testamº de Ermesenda Trastamires, em que faz doação ao Mosteiro de Pendorada de várias propriedades.

13 de setembro 1958

Inauguração da Adega Cooperativa de Lousada.

12 de setembro 1620

Paulo da Cunha Coutinho, natural do Torno e senhor da Casa e quinta de Juste, é eleito Capitão de Infantaria pelos oficiais do Senado da Câmara da vila do Unhão.

11 de setembro 1876

Nascimento, em Lisboa, do Dr. António da Silva e Sousa Torres. Proprietário da Casa de Fontebela (Covas), de onde a família era oriunda. Professor da Faculdade de Ciências de Lisboa, onde fundou a Sala do Império Português. Naturalista do recém-criado Museu e Laboratório Mineralógico e Geológico. Participou na Missão Geológica de Angola, transitando depois para o Museu Nacional de História Natural de Lisboa. Publicou vários trabalhos de Geologia. Casou com a grande cientista Drª Branca Edmée Marques.

10 de setembro 1816

Nascimento de Simeão Pinto de Mesquita Carvalho Magalhães, na Casa de Vila Verde (Caíde), de que foi senhor. Bacharel em Direito, Presidente da Câmara de Baião, Fidalgo Cavaleiro da Casa Real e Comendador da Ordem de Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa.

 

 

9 de setembro 1938

Falecimento, na Casa do Carreiro de Cima (Nevogilde), de que era senhor, do Tenente Pedro Lobo Machado de Sousa Meireles. Vereador, Presidente do Senado Municipal e Presidente da Junta de Freguesia.

8 de setembro 1919

Entrada solene na Sé do Porto de D. António Barbosa Leão, Bispo do Congo e do Algarve, fundador da União dos Tarcísios do Porto e pároco de Lustosa, perpetuado em lápide na avenida central da freguesia.

7 de setembro 1807

Nascimento, na Casa do Outeiro (Nogueira), do Dr. José Joaquim de Castro Neves. Licenciado em Cânones pela Universidade de Coimbra e Presidente da Câmara de Lousada.

6 de setembro 1953

Missa Nova, na capela da Senhora da Ajuda, em Nevogilde, de D. Adriano Correia Barbosa, monge beneditino.

5 de setembro 1795

Carta de Brasão de Armas passada a José Bento Bernardes Machado de Lima, senhor da Casa do Rio (Torno), que mandou esculpir e colocar na casa a pedra armoriada.

4 de setembro 1910

Inauguração dos melhoramentos na capela da Senhora da Ajuda, em Nevogilde.

3 de setembro 1874

António Barreto de Almeida Soares Lencastre é agraciado com o título de Visconde de Alentém.

2 de setembro 1916

Henrique Leite assume o cargo de Administrador do Concelho, depois de desempenhar o cargo interinamente.

1 de setembro 1398

O Rei D. João I faz a doação das terras de Paiva, Tendais e Lousada a D. Nuno Álvares Pereira, “com todas as suas rendas, direitos, foros, tributos, direituras, senhorios e pertenças”.

31 de agosto 1837

São nomeados escrivães para os Julgados da Paz de Barrosas, Caíde, Torno, Lustosa, Silvares e Sousela, do concelho de Barrosas.

30 de agosto 1905

Nascimento de José Vaz Guedes de Sousa Bacelar. Sr. da Casa de Rio de Moinhos (Covas), Assistente da Faculdade de Medicina do Porto e Subdiretor do Instituto de Criminologia do Porto.

29 de agosto 1869

Nascimento, em Sousela, do Prof. Dr. Marnoco e Sousa. Professor na Univ. de Coimbra e Diretor da Biblioteca, onde fundou o Boletim Bibliográfico. Presidente da Câmara de Coimbra e Ministro da Marinha e do Ultramar no último Governo monárquico. Autor de várias obras.

28 de agosto 1919

Câmara delibera proceder ao estudo e projeto do embelezamento do Monte do Loreto, com alargamento do adro da capela e arruamentos de acesso.

27 de agosto 1892

Nascimento, na Casa de Vilar (Lodares), do Prof. Dr. Hermenegildo Queirós. Doutorado em Ciências Matemáticas pela Univ. do Porto, onde foi Professor Catedrático de Geometria Descritiva e Diretor da Faculdade de Ciências. Autor de várias publicações.

26 de agosto 1424

Carta do Rei D. João I confirmando a Rui Pereira um casal em Sá, no Julgado de Lousada.

25 de agosto 1774

Nascimento, na Casa do Outeiro (Nogueira), de Fr. José de São Joaquim de Castro Freire de Meireles, monge beneditino. Pregador, Subprior em Paço de Sousa e Santo Tirso, Dom Abade de Santarém, prior da Foz e último Dom Abade de Bustelo de cujo Mosteiro salvou casa o cartório, hoje em Singeverga.

24 de agosto 1496

Constituições diocesanas de D. Diogo de Sousa, Bispo do Porto, estabelecem ainda durante o séc. XVIII os dízimos pagos à Igreja, segundo informação do vigário de Meinedo, Francisco Magro da Costa.

23 de agosto 1831

O concelho de Lousada jura fidelidade ao Rei D. Miguel, em auto de vereação extraordinária, ao qual se associaram cerca de uma centena de assinaturas.

22 de agosto 1859

O Dr. José Joaquim de Castro Neves, da Casa do Outeiro (Nogueira), assume a presidência da Câmara.

21 de agosto 1911

Aprovada a primeira Constituição Republicana, participando na votação o Deputado lousadense Dr. Porfírio Magalhães.

20 de agosto de 1907

Processo de construção do cemitério de Aveleda dá entrada no Governo Civil do Porto.

19 de agosto 1697

Batismo, em Caíde de Rei, do Dr. Bernardo António Pinto de Mesquita Barbosa. Senhor da Casa de Vila Verde, Bacharel em Direito e Capitão de Auxiliares do terço do Porto.

18 de agosto 1695

Criação da Confraria das Almas de Silvares.

17 de agosto 1833

Nascimento, em Varziela (Felgueiras), do Pe. Artur Leite de Amorim. De grandes qualidades humanitárias, mandou construir 40 casas no Loreto para os pobres, pagando as sisas e escrituras à sua custa. Professor no Colégio Sta. Quitéria.

16 de agosto 1302

Teresa, Abadessa de Arouca, Mor, monja do mesmo Mosteiro, Martim e Urraca, filhos de Rodrigo Viegas e de Maria Moniz, fazem partilha dos bens deixados por seus pais em Boim.

15 de agosto 1423

D. Nuno Álvares Pereira faz a doação da terra de Lousada à sua neta D. Isabel.

14 de agosto 1823

Aparecimento da Senhora Aparecida, na freguesia do Torno, dando origem à lenda e à romaria.

13 de agosto 1885

Nascimento, na Casa da Fonte (Boim), de D. António Augusto de Castro Meireles. Deputado do Centro Católico, Professor no Seminário do Porto e no Colégio de Ermesinde, fundou o Círculo Católico e o Colégio do Sagrado Coração de Jesus, na Quinta de Trancoso (V. N. Gaia). Mais tarde, foi Bispo de Angra do Heroísmo e finalmente Bispo do Porto desenvolvendo um importante trabalho na educação infantil e assistência social.

12 de agosto 1302

D. Berengária Aires (aia da Rainha Sta. Isabel), monja do Mosteiro de Almoster, que fundou, faz doação ao Bispo do Porto das igrejas de Alvarenga e Nevogilde, de que era padroeira e herdeira, com todas as pensões e rendas.

11 de agosto 1847

Nascimento, na Casa do Carregal (Casais), de que foi senhor, de Manuel Peixoto de Sousa Freire. Poeta, compositor, músico e grande benemérito, promovendo importantes iniciativas para o desenvolvimento local. Iniciou as festas ao Senhor dos Aflitos e fundou a Santa Casa da Misericórdia, de que foi primeiro Provedor.

10 de agosto 1853

A Câmara Municipal, presidida por Manuel de Sousa Freire e Malheiro, da Casa da Costilha, procede à nomeação dos cidadãos que deverão compor o Tribunal da Polícia Correcional.

9 de agosto 1846

Macdonell nomeia o Brigadeiro da Lama marechal de campo e comandante geral das forças para organizar e reunir no distrito de Penafiel, na Guerra da Patuleia.

8 de agosto 1953

O “Jornal de Lousada” anuncia António Gorgel como vencedor dos Jogos Florais com a quadra:

“Quando um dia o criador
Pra beleza quis morada
Chamou o Sol e o Amor
E apontou-lhes Lousada”.

7 de agosto 1885

Nascimento, em Silvares, do Comendador Jaime de Sousa Correia. Proprietário da Quinta das Pocinhas, Administrador do Concelho, Vereador, Presidente da Assembleia Lousadense e da Assembleia Geral da Associação de Socorros Mútuos e vogal do Conselho Distrital de Agricultura. Comendador Equestre da Ordem do Santo Sepulcro.

6 de agosto 1899

Realiza-se pela segunda vez a romaria ao Senhor dos Aflitos, com atuação das Bandas de Vizela e Felgueiras, missa e sermão pelo Pe. Manuel Lopes Martins, abade de Penacova e considerado um dos oradores mais eloquentes.

5 de agosto 1866

Nascimento, em Pangim (Goa), do Dr. Bernardino Camilo Cincinato da Costa. Engenheiro agrónomo, médico veterinário, lente e Diretor do Instituto de Agronomia de Lisboa, sócio da Academia das Ciências de Lisboa, fundador da Sociedade de Ciências Agronómicas, Diretor da Associação Central de Agricultura Portuguesa e Delegado do Governo Português ao Instituto Internacional de Agricultura de Roma. Comendador da Coroa de Itália. Casou em Nogueira, com D. Emília Cabral de Noronha e Meneses, da Casa da Bouça.

4 de agosto 1578

Morre na batalha de Alcácer Quibir o Alferes de Infantaria Gonçalo Coelho de Sequeira, Fidalgo da Casa Real, Capitão do Concelho do Unhão, senhor da Casa e Quinta de Juste e do prazo de Penoucas (Torno).

3 de agosto 1146

Falecimento de Egas Moniz, O Aio, grande senhor de vastos domínios, vários dos quais em Lousada.

2 de agosto 1722

Nascimento de Manuel Inácio Teixeira de Azevedo Magalhães, Capitão-Mor do Unhão e senhor da Casa de Vilar, que mandou esculpir e colocar no portão nobre de sua casa o brasão com as armas que lhe vinham de seus pais.

1 de agosto 1815

Nascimento, na Casa da Ribeira (Cristelos), de Manuel Pinto Peixoto de Sousa Vilas Boas. Presidente da Câmara de Lousada (1847-1848), Fidalgo Cavaleiro da Casa Real e senhor da Casa do Porto (Santa Margarida).

31 de julho 1922

Falecimento do Coronel Júlio Augusto de Castro Feijó, primeiro senhor da atual Casa de Vilar, para a qual mandou esculpir e colocar na frontaria a pedra de armas. Administrador do Concelho e Presidente da Câmara.

 

30 de julho 1677

Paulo da Cunha Coutinho Osório, senhor da Casa e quinta de Juste, torna-se Fidalgo de Cota de Armas e Familiar do Santo Ofício. 

29 de julho 1837

Nascimento, na Casa do Cáscere (Nespereira), do Dr. Luís Pinto Coelho Soares de Moura. 1º Visconde e Conde de Lousada, Presidente da Câmara Municipal e Vice-Presidente da Assembleia Geral da Companhia do Caminho-de-ferro de Penafiel à Lixa e grande impulsionador do projeto, mandando construir no lugar de Gondariz (Nespereira) o Apeadeiro, ainda hoje intacto. 

28 de julho 1907

No programa da Festa Grande, saliência para os concertos das Bandas de Lousada, Freamunde e Tarrio, gigantones e cabeçudos. 

27 de julho 1916

Tumultos no concelho devido à chamada “Crise das Subsistências”. Cerca de 3000 pessoas concentraram-se em frente dos Paços do Concelho, gritando “Temos fome!” e “Queremos pão!”. Uma carga de 2 mil kg de milho foi apreendida pelo povo que o distribuiu entre si. 

26 de julho 1930

É inaugurado o quartel dos Bombeiros e adquirido um carro da bomba.

25 de julho 1894

Câmara discute alargamento e prolongamento da Av. Senhor dos Aflitos e assume expropriação de uma casa.

24 de julho 1911

Realiza-se hoje e amanhã a festa de S. Tiago, em Cernadelo, com atuações das Bandas do Martinho e de Tarrio.

23 de julho 1898

Em Lodares, realiza-se a festa ao Sagrado Coração de Jesus, com missa cantada, sermão pelo Pe. Joaquim Barbosa Leão, procissão e Banda Penafidelense.

22 de julho 1938

O Governador Civil, Dr. Joaquim Trigo de Negreiros, esteve, por estes dias, na Casa de Rio de Moinhos (residência de D. Conceição Vaz Guedes Pinto Bacelar), de passagem para Felgueiras, onde foi inaugurar o quartel dos legionários.

21 de julho 1912

Inauguração do Hospital velho. Atuou a Banda de Paços de Ferreira, foi dado o bodo a 12 pobres e queimado fogo, tudo a expensas de particulares.

20 de julho 1968

O Dr. Abílio Alves Moreira toma posse como 1º diretor clínico do Hospital, cargo que desempenhará até dezembro de 1970.

19 de julho 1690

A capela da Senhora da Ajuda, em Nevogilde, já vem referida neste ano no “Anacrisis Historial”, de Manuel Pereira de Morais, redigido em Espanhol. 

18 de julho 1954

Realiza-se a concentração regional para a comemoração da Definição do Dogma da Imaculada Conceição no santuário da Sra. Aparecida. Foi também benzido o Salão Paroquial e prestada homenagem ao Pe. Assis Carneiro.

17 de julho 1852

Nascimento de Madre Joana do Carmo Bacelar, na Casa de Rio de Moinhos (Covas). Na Ordem das Doroteias, foi Madre Superiora nos Conventos de Vila Nova de Gaia e da Covilhã. Quando da expulsão das ordens religiosas, seguiu para o Brasil. Foi Superiora na cidade de Pouso Alegre, onde faleceu com fama de santidade.

16 de julho 1732

Aprovados os estatutos da Confraria do Santíssimo Sacramento da Igreja de S. Lourenço de Pias.

15 de julho 1914

A Câmara, por estes dias, solicita ao Governo a realização de um novo recenseamento da população, pois o efetuado está diminuído em cerca de 3.000 pessoas. O pedido veio a ser indeferido.

14 de julho 1835

Nascimento do Dr. António Barreto de Almeida Soares Lencastre. 1º Visconde e 1º Conde de Alentém. Bacharel em Direito, Deputado em várias legislaturas, Governador Civil de Viana do Castelo, Par do Reino, Procurador à Junta Geral do Distrito do Porto e Presidente da Câmara de Lousada durante vários mandatos.

13 de julho 1911

Nascimento de Joaquim Burmester de Abreu Malheiro (Pinto da Fonseca), da Casa da Costilha (Cristelos) e senhor. da Casa da Jusam (Nevogilde). Presidente da Câmara de Lousada, diretor e gerente do Grémio da Lavoura, mesário da Santa Casa da Misericórdia, Presidente da Assembleia Geral da AD Lousada e professor e sócio do Colégio Eça de Queirós.

12 de julho 1932

Nascimento, em Figueira de Castelo Rodrigo, do Dr. Adérito Augusto Gonçalves Guerra. Advogado e Conservador do Registo Civil em Lousada e 2º Presidente da Comissão Administrativa da Câmara Municipal após o “25 de Abril”, Deputado Municipal e um dos fundadores da secção concelhia do Partido Popular Democrático. 

11 de julho 1914

Nascimento, em Penafiel, do Prof. Albano Morais. Professor do ensino primário e Delegado Escolar em Lousada, foi autor dos teatro de revista “Em vez de alhos… só bugalhos” e “Pé de Vento”, que obtiveram grande êxito no Salão dos Bombeiros.

10 de julho 1910

Reunião em Lousada do Partido Regenerador, na qual participou o Dr. Adolfo Pimentel, ex-Governador Civil do Porto.

9 de julho 1927

É extinta a comarca de Lousada, pelo decreto nº 13917, só vindo a ser restabelecida em 1962. Dez freguesias passam para a comarca de Felgueiras e as restantes para Penafiel. 

8 de julho 1969

Manuel Afonso da Silva assume as funções de Diretor do “Jornal de Lousada” após o falecimento de Jaime Amador e Pinho.

7 de julho 1904

Nascimento, no Porto, do Prof. Dr. Álvaro Rodrigues. Grande mestre da ciência cirúrgica, professor catedrático de Cirurgia dos mais brilhantes do século XX e Reitor da Universidade do Porto. Tinha forte ligação a Lousada e à Casa de Recemonde (Nogueira), que adquiriu e onde passava muitos dias e dava consultas.

6 de julho 1952

Realiza-se a festa religiosa em honra do Senhor dos Aflitos, separada da Festa Grande do Concelho.

5 de julho 1916

Nascimento do Dr. Fernando Pacheco da Fonseca, Delegado de Saúde, Presidente e Comandante dos Bombeiros, membro dos primeiros corpos gerentes da AD Lousada e e professor no Colégio Eça de Queirós. 

4 de julho 1909

O Rei D. Manuel II é recebido em Lousada, em passagem para Amarante, onde foi presidir à comemoração do centenário da defesa da Ponte. 

3 de julho 1878

Passa pela estação de Caíde o Presidente do Conselho, Dr. António Rodrigues Sampaio, em trânsito para a província de Trás-os-Montes.

2 de julho 1949

Construído monumento a Nossa Senhora da Piedade, junto ao cemitério de Sousela, rogando bênção e proteção, com imagem oferecida pelo Dr. José Leão de Queirós. Neste mesmo dia foi também inaugurada a ampliação do cemitério.

1 de julho 1872

Nascimento do Dr. António Almeida Soares Lencastre, 3º Conde de Alentém e Presidente da Câmara Municipal.

30 de junho 1330

Nova carta de emprazamento de dois casais e um moinho, em Macieira, concedida pelo Rei D. Afonso IV a Domingos Peres.

29 de junho 1926

Inauguração da estátua do Cristo-Rei, em Covas, numa consagração da Casa de Rio de Moinhos.

28 de junho 1127

Em data indeterminada deste ano o clérigo Ermígio Viegas deixa ao Mosteiro de Santo. Estêvão de Vilela toda a herdade que tinha em Carrazedo e um casal em Vila Nova, ambos em Casais.

27 de junho 1968

Realiza-se a festa em honra de S. Pedro, na Senhora Aparecida, prolongada no dia seguinte. Atuou a Banda de Vila Boa de Quires e houve prova de ciclismo.

 

26 de junho 1910

O Prof. Marnoco e Sousa é nomeado Ministro da Marinha e do Ultramar.

25 de junho 1871

Solenidade, em Silvares, evocativa das Bodas de Prata do Papa Pio IX, com sermão pelo Pe. José Ferreira Marnoco e Sousa.

24 de junho 1830

Nascimento do General Luís Pinto de Mesquita Carvalho, senhor da Casa de Vila Verde (Caíde). Militar, ultraliberal e republicano, rejeitou todas as condecorações, mesmo as de direito. Deixou várias obras de crítica militar e de crítica histórica.

23 de junho 1386

O Rei D. João I concede como tença a Vasco Gil de Ferreira a terra de Santo Tirso de Meinedo.

22 de junho 1818

Nascimento do salteador José do Telhado.

21 de junho 1929

D. António de Castro Meireles passa a Bispo residencial do Porto.

20 de junho 1326

O Rei D. Afonso IV empraza a Domingos Peres dois casais e um moinho em Macieira.

19 de junho 1926

O jornal “Vida Nova”, da Sra. Aparecida, dirigido por Abílio Magalhães, retoma a sua publicação, após um período de interrupção iniciado em Junho de 1912.

18 de junho 1936

Solicitada à Associação de Arqueólogos Portugueses a constituição dos símbolos heráldicos do concelho.

17 de junho 1485

O Rei D. João II concede Aveleda ao seu capelão Gonçalo Leitão.

16 de junho 1910

O Pelourinho é classificado Monumento Nacional.

15 de junho 1671

Casamento, na capela da Casa do Porto, de Antónia Pinto Ribeiro da Fonseca, 7ª senhora da Casa, com Manuel do Vale Peixoto e Vilas Boas que inaugurou a família Peixoto Vilas Boas na Casa do Porto.

14 de junho 1341

O Rei D. Afonso IV confirma à Mitra do Porto a jurisdição cível no couto de Meinedo.

13 de junho 1926

Fundação dos Bombeiros Voluntários de Lousada.

12 de junho 1870

D. António Barbosa Leão, que veio a ser Bispo de Angola, do Algarve e do Porto, inicia o múnus pastoral em Lustosa.

11 de junho 1385

O Rei D. João I concede o lugar de Lousada a Martim Vasques da Cunha e faz doação a Afonso Pires, Abade do Mosteiro de Fonte Arcada, de todos os frutos, rendas e direitos de Sto. Tirso de Meinedo.

10 de junho de 1897

Abertura do Colégio de Bairros (Lodares), com o nome de Colégio de Nª Srª das Necessidades, padroeira da capela.

9 de junho de 1642

Batismo de Manuel do Vale Peixoto Vilas Boas. Capitão-Mor de Lousada, Escrivão da Câmara e dos Direitos Reais, Juiz Ordinário dos Órfãos e Almotacé. Casou com Antónia Pinto Ribeiro da Fonseca, na capela da Casa do Porto (Sta. Margarida).

8 de junho de 2006

Falecimento do Prof. Manuel Vieira Dinis. Nascido em 1912, foi professor do ensino primário, jornalista e etnógrafo. Editor do “Jornal de Lousada” de janeiro a abril de 1949 e seu cronista regular durante vários anos, abordando factos e personalidades de relevância para a vida local nos meados do séc. XX.

7 de junho 1664

Nascimento de Domingos de Meireles Freire (filho), da Casa de Rio de Moinhos (Covas). Herdou de seu pai, com apenas 11 anos de idade, o cargo de Capitão das Ordenanças.

6 de junho 1821

Nascimento do Dr. Albino Leite Rebelo da Gama. Bacharel em Direito, Administrador do Concelho e Presidente da Câmara de Lousada.

5 de junho 1916

Nascimento poeta Álvaro Feijó.

4 de junho 1845

Falecimento, em Lustosa, do Fr. Joaquim de Sto. Agostinho de Brito França Galvão, onde era pároco. Sócio da Academia das Ciências de Lisboa, por ela encarregado de examinar os cartórios do reino. Tradutor, Foi também Deputado às Cortes ordinárias de 1822, Vigário Apostólico de Bragança, tradutor e Comendador da Ordem de Avis.

3 de junho 1881

Nascimento de Gaspar António Pereira Guimarães. Presidente da Câmara Municipal, chefe local do partido União Liberal Republicana e senhora da Casa do Rio (Torno).

2 de junho 1772

Nascimento de José Manuel da Silva Teles. Foi Presidente da Câmara quando a povoação do Torrão foi elevada a Vila, com nome de Lousada.

1 de junho 572

Realiza-se o Concílio de Braga, no qual participa o Bispo de Meinedo, Viator ou Vítor.

31 de maio 1962

Falecimento de Abílio Miranda, sendo sepultado em Macieira, freguesia da esposa, Irlinda Alzira de Matos Vieira de Melo da Cunha Osório, da Casa da Estrada. Natural de Penafiel, dedicou toda a sua vida à investigação e à cultura, sendo um apaixonado por Arqueologia, Etnografia, Jornalismo, Desporto, Comércio e Voluntariado, com muitos artigos dispersos pela imprensa regional, “Jornal de Lousada” incluído.

30 de maio 1842

Decreto estabelece a extinção das ordens religiosas. Em consequência, Fr. Bento de Sta. Gertrudes, cartorário-mor do Mosteiro de Pombeiro, salva vários documentos, incluindo o “Index do Cartório de Pombeiro”, levando-os para a Casa de Sto. Ovídio (Aveleda), propriedade de seus familiares.

29 de maio 1852

Carta régia confirma remissão do foro do pr. do Carregal a António Pinto de Sousa Freire.

28 de maio 1973

Por escritura no Cartório de Santo Tirso, é criada a firma Lousatex, Confecções Têxteis de Lousada SARL.

27 de maio 1329

Martim Rodrigues Leitão, Cavaleiro de Lodares, vizinho de Santarém, faz testamento determinando enterrar-se no Mosteiro de Bustelo junto do avô Martim Leitão e doa ao Mosteiro os direitos que tinha no casal do Telhado, freguesia de S. Miguel.

26 de maio 1838

Casamento de Custódio José de Matos Sottomayor e Noronha, senhor da Casa de Cimo de Vila (Sousela), com Emília Augusta de Sousa Freire Peixoto de Vilas Boas (natural de Cristelos). Foi Presidente da Câmara de Lousada interino em 1852, apenas durante 27 dias.

25 de maio 1625

Canonização da Rainha Santa Isabel, originando a capela em Lodares, referida no Catálogo dos Bispos do Porto, sendo, portanto, a sua construção anterior a 1623.

24 de maio 1962

O Grémio da Lavoura adquire à Câmara Municipal um terreno inculto, junto ao Pelourinho, para a construção da sua sede e armazéns.

23 de maio 1936

Nascimento, em Macieira, do Pe. António Emílio Ramalho Vieira da Silva. Ordenado a 2/8/1959, foi pároco em Vilar do Paraíso, de onde transitou para Lousada, onde foi Vigário da Vara, pároco de Sto. Estêvão, Silvares e Boim, capelão do Lar da Misericórdia, Presidente da Assembleia Geral da Santa Casa, assistente do Movimento Oásis e professor na Escola Secundária.

22 de maio 1874

Nascimento, em Silvares, de Afonso Vieira de Andrade. Presidente da Câmara do Funchal logo após a implantação da República e Diretor da Alfândega, após ter sido inspetor, terminando a carreira como diretor da Alfândega de Lisboa. Colaborador de imprensa portuense e nos primeiros tempos do “Jornal de Lousada”.

21 de maio 1865

Nascimento, no Porto, de Eduardo Alfredo de Sousa. Médico pela Escola Médico-Cirúrgica do Porto, foi Deputado nas eleições de 1915, pelo Partido Republicano Evolucionista (Círculo de Penafiel). Muito estimado em Lousada, sobretudo pelos correligionários evolucionistas, mais tarde será eleito pelo Círculo de Bragança (1919). Foi também Governador Civil do Porto. Participou ativamente na revolta do 31 de Janeiro, sendo condenado pelo Conselho de Guerra.

20 de maio 1839

Nascimento, em Silvares, de Valentim de Sousa Correia. Comendador da Ordem de Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa. Emigrou para a cidade da Baía (de onde a sua esposa era natural), no Brasil, de onde enviou vários donativos para a construção do templo do Senhor dos Aflitos. A ele também se atribui a comparticipação no douramento da igreja de Silvares. Pai do Comendador Jaime Correia.

19 de maio 1909

Claudino Correia Lousada, Visconde de Nevogilde, freguesia onde nasceu na Casa da Devesa, recebe o título de Conde concedido pelo Rei D. Manuel II.

18 de maio 1758

O Pe. Francisco José de Sousa conclui as Memórias Paroquiais de Alentém, nas quais refere, como figuras ilustres, o Dr. Cristóvão de Almeida Soares, o seu irmão João Soares de Brito, ambos lentes na Universidade de Coimbra, e António Barreto, da Casa de Alentém.

17 de maio 1881

Nascimento, no Porto, de Guilherme do Carmo Pacheco, senhor da Casa das Vinhas (Nevogilde). Mandou apear a pedra de armas da fachada poente da Casa das Vinhas, por ter sido alterada na sua estrutura, de modo a permitir o alargamento do caminho público em calçada à portuguesa. Presidente e secretário do FC Porto (1911-1912) e primeiro sócio honorário da história do clube. Diretor do “Jornal de Notícias”. Presidente da Câmara de Vila Flor.

16 de maio 1758

O Pe. Sebastião de Macedo conclui as Memórias Paroquiais de Sousela, mencionando a existência das capelas de S. Cristóvão e Sta. Águeda, com várias romarias ao longo do ano, da Senhora. da Conceição, em Bregada, e da capela do Passo, no Calvário da Senhora da Piedade.

15 de maio 1887

Nascimento do Dr. António José Teixeira Rebelo de Sousa Magalhães. Bacharel e notário, membro do Partido Unionista e Administrador do Concelho, também participou na fundação dos Bombeiros Voluntários. Presidente da Câmara de Ferreira do Alentejo (1942) e advogado em Évora, com escritório na Praça do Giraldo.

 

14 de maio 1933

Inauguração da Corporação de Bombeiros, com bênção por D. António Augusto de Castro Meireles, na sua primeira visita oficial a Lousada como Bispo do Porto.

13 de maio 1842

A povoação do Torrão é elevada à categoria de Vila de Lousada, por decreto da Rainha D. Maria II.

12 de maio 1778

Nascimento, na Casa do Hospital, Santão (Felgueiras), de Custódio Pereira de Carvalho, fundador das primeiras escolas públicas gratuitas no concelho de Lousada.

11 de maio 1873

Falecimento de António Pinto de Sousa Freire. Presidente da Câmara de Lousada (1843-1845), Comendador da Ordem de Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa e Fidalgo Cavaleiro da Casa Real. Mandou construir o Colégio de Vinça, em Casais.

10 de maio 1887

Nascimento, em Pias, do Dr. Abel de Sousa Pacheco. Médico conceituado, licenciado pela Faculdade de Medicina do Porto, na qual apresentou a dissertação inaugural sob o tema “Apendicite”. Examinou Alexandrina de Balasar em 1941, depois de já a ter observado em 1922 e 1923, declarando-a doente incurável. Responsável clínico da Casa de Saúde de Sta. Catarina, no Porto.

9 de maio 1884

Nascimento, em Silvares, de Rodrigo Vieira de Castro. Licenciado em Direito, foi indigitado para a criação de uma polícia política. Foi Delegado do Procurador Régio e depois Delegado do Procurador da República em várias comarcas, terminando a carreira como Juiz Síndico da Câmara de Falências do Porto Em Lousada gozava de grande popularidade.

8 de maio 1813

Nacimento, na Casa do Outeiro (Nogueira), do Prof. Dr. Casimiro de Castro Neves. Licenciado em Direito pela Universidade de Coimbra, onde lecionou. Presidente da Câmara de Lousada (1862-1863). Advogado, redator dos jornais “A Pátria”, “O Portugal” e “A Nação”, fervoroso legitimista (constando ser o chefe na Região Norte), amigo de Camilo Castelo Branco e fundador do Club Portuense.

7 de maio 1880

Nascimento na Casa de Valteiro (Sousela) do Dr. Porfírio Coelho da Fonseca Magalhães. Bacharel em Direito, Conservador do Registo Civil de Lousada, militante do Partido Republicano Português, Deputado à Assembleia Constituinte (1911-1913) e Presidente da Câmara de Lousada.

6 de maio 1873

Nascimento de Abílio Queirós de Magalhães e Meneses. Escrivão de Direito, Administrador do Concelho, Vereador, Presidente da Associação de Caçadores e dirigente do Partido Democrático. Senhor. das Casas das Quintans de Cima (Lodares) e de Cimo de Vila (Vilar do Torno).

5 de maio 1886

Após obras de renovação, é procedida à bênção da capela do Cáscere (Nespereira) pelo Pe. Manuel José de Sousa.

4 de maio 1902

D. António Barbosa de Leão, então abade de Lustosa, é o orador sacro da festa anual da Rainha Sta. Mafalda, no Mosteiro de Arouca.

3 de maio 1888

Publicação do 1º nº do jornal “Correio de Louzada”, semanário político, agrícola, literário e noticioso, dirigido por David Corazzi.

2 de maio 1394

Declaração do Rei D. João I de como comprou terras em Lousada a Martim Vasques da Cunha.

1 de maio 1938

O Bispo do Porto, D. António de Castro Meireles, dá posse à Juventude Católica Feminina de Lousada, em cerimónia realizada no templo do Senhor dos Aflitos. No final, procedeu à bênção da capela da Casa da Bouça.

30 de abril 1947

Nascimento de Lúcia Lousada. Provedora da Misericórdia, Deputada Municipal, Presidente da Assembleia Geral da Associação de Cultura Musical e do Clube Automóvel, dirigente da Associação Museu-Biblioteca, Presidente do Plenário da Secção Concelhia do PSD e membro da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens.

29 de abril 1634

Unidos os prazos do casal da Seara, em Caíde, por compra de Amador Sousa e sua mulher, Guiomar Brochado, a Gonçalo André, por 290 mil réis.

28 de abril 1853

Nascimento do Dr. Artur Alberto de Campos Henriques, Juiz, Governador Civil do Porto, Ministro da Justiça e Deputado por Lousada em 1900, eleito pelo Partido Regenerador. Após a República, abandonou a vida política, permanecendo na magistratura.

27 de abril 1270

Carta do Rei D. Afonso III ao meirinho-mor informando que, na linha dos Reis seus antecessores, toma sob sua proteção a igreja de Borba de Godim (Felgueiras) contra os cavaleiros que se dizem descendentes da linhagem dos Lodares. Em 24 de Dezembro desse ano revogaria a decisão.

26 de abril 1728

O abade António Rodrigues Pinto, visitador da igreja de Santo Estêvão, regista a necessidade de uma igreja nova, devido ao espaço limitado e a ameaçar ruína.

25 de abril 1889

Nascimento, na Casa da Lama, do Dr. Augusto Pinto Coelho Soares de Moura. Bacharel pela Universidade de Coimbra. Republicano convicto, ocupou vários cargos públicos e foi Administrador do Concelho. Devotado à agricultura, a que se veio a dedicar exclusivamente, tomou diversas iniciativas, como a criação do seguro de gado bovino.

24 de abril 1948

Estreia da peça “Os Pardais da Avenida”, de Palmira Meireles, representada pelos alunos do Colégio Eça de Queirós, que recolheu aplauso geral.

23 de abril 1813

Nascimento de Luís António Teixeira Neves Rebelo. Senhor da Casa e Quinta das Pereiras (Vilar do Torno) e da Casa de Lousada (Sta. Margarida). Detentor do monopólio dos tabacos no concelho do Unhão e privilégios inerentes.

22 de abril 1800

Nascimento do Dr. Victorino da Conceição Teixeira Neves Rebelo, na Casa das Pereiras (Vilar do Torno e Alentém), que terá mandado construir e onde faleceu com fama de santidade. Cónego Regrante no Mosteiro de Sta. Cruz de Coimbra. Formou-se em Teologia pela Universidade de Coimbra, onde foi Lente de Prima até à extinção das ordens religiosas, e mais tarde Catedrático e Diretor da Faculdade de Teologia, sendo, por fim, jubilado e agraciado, pelo Rei D. Luís.

21 de abril 1735

O Pe. António Correia Barbosa solicita autorização à diocese de Braga para a construção da capela na Casa da Quintã (Caíde), porque estava velho e doente para se deslocar à igreja da freguesia.

20 de abril 1758

O Pe. Manuel Pinto de Sousa da Silva conclui as Memórias Paroquiais de Nevogilde, nas quais anota as festas de Sto. Amaro, em 15 de Janeiro, e da Sra. da Ajuda, em 25 de Março e 15 de Agosto. Refere, também, que a capela de Sta. Ana, em Lagoas, é propriedade do Pe. Manuel Ribeiro da Silva, a capela de Nossa Senhora do Bom Sucesso é do brasileiro Maurício Pinto Nogueira e a capela da Sra. da Conceição é do licenciado António Simão do Couto.

19 de abril 1710

Nascimento, na Casa de Rio de Moinhos (Covas), do Dr. José Teles de Meneses e Melo. Juiz de Fora de Penamacor, Conservador da Universidade de Coimbra, Desembargador do Porto e Juiz da Casa da Suplicação de Lisboa. Esquivou-se perante o Marquês de Pombal a julgar o Duque de Aveiro pelo atentado ao Rei D. José.

18 de abril 1883

Nascimento do Dr. Rui de Meneses Castro Feijó, senhor da Casa de Vilar (Vilar do Torno) e bacharel em Direito.

17 de abril 1838

A Rainha D. Maria II decreta a restauração do concelho de Lousada.

16 de abril 1889

Nascimento do Dr. Simeão Pinto de Mesquita Carvalho Magalhães. Advogado, Deputado em várias legislaturas antes de 1974. Participou na expedição a Moçambique na defesa das colónias, quando da Primeira Guerra Mundial. Integrou o movimento do Integralismo Lusitano. Comandante de Terço da Legião Portuguesa. Presidente do Grémio da Lavoura de Lousada e senhor da Casa de Vila Verde (Caíde). Homem muito culto, traduziu os clássicos, mas os seus interesses abrangiam também a Ciência Política e a Filosofia.

(Pintura de Henrique Medina)

15 de abril 1909

Câmara aprova a construção do Mercado Municipal, considerando a obra “como uma das mais importantes e das que há mais tempo são justamente reclamadas pela opinião pública”.

14 de abril 1904

Nascimento de Jaime Amador e Pinho. Administrador da Companhia Colonial de Navegação e Presidente da Sociedade Portuguesa de Navios Tanques e do Conselho Administrativo da Assistência Social da Legião Portuguesa. Deputado à Assembleia Nacional durante a 2ª Legislatura. Diretor do “Jornal de Lousada”, Presidente do Grémio da Lavoura e Delegado Concelhio da União Nacional. Grande Oficial da Ordem da Benemerência. Senhor da Casa da Bouça (Nogueira).

13 de abril 1216

Acordo entre o Prior da Ordem do Hospital e o arcebispo de Braga sobre direitos e procurações que competiam aos Arcebispos e à igreja de Braga, nomeadamente sobre a igreja de Sousela.

12 de abril 1975

É fundada a Associação de Cultura Musical de Lousada.

11 de abril 1939

Aprovada a constituição heráldica de armas, bandeira e selo do concelho.

10 de abril 1948

Estreia da peça “Lousada na Ribalta”, de António Augusto de Castro Gorgel, pelo Grupo Cénico Lousadense, que veio a registar enorme êxito.

9 de abril 1958

O ciclista Ribeiro da Silva, que no ano anterior havia vencido a Volta a Portugal, morre num acidente em Lagoas, colhido por um camião.

8 de abril 1884

Nascimento de Henrique de Castro Neves Pereira Leite. Senhor da Quinta da Tapada, onde fundou uma empresa de laticínios. Presidente do Sindicato Agrícola de Lousada, que veio a originar o Grémio da Lavoura, e Presidente da Câmara de Lousada.

7 de abril 1656

Certidão de emprazamento passada pelo Mosteiro de Vilela ao Pe. Manuel Pinto de Sousa para renovação do casal do Cáscere (Nespereira).

6 de abril 1782

Sentença a favor do Mosteiro de Pombeiro do padroado da igreja de Nevogilde, em detrimento da Mitra do Porto.

5 de abril 1899

Nascimento do Tenente Eurico Malafaia. Vereador da Câmara Municipal, Administrador do Concelho, fundador e primeiro Comandante dos Bombeiros Voluntários.

4 de abril 1902

Falava-se por estes dias de uma linha de caminho-de-ferro que sairia da estação de Caíde, pela estrada de Alentém, Sra. Aparecida, Lixa e Sanatório do Seixoso, seguindo para Basto.

3 de abril 1962

É restaurada a comarca de Lousada, 35 anos após a sua extinção. Houve sessão solene, música e muito fogo.

2 de abril 1915

Falecimento do Visconde de Sousela, Dr. Caledónio de Sousa Coelho. Senhor da Casa do Ribeiro (Sousela), mais tarde legada à Santa Casa da Misericórdia para jardim-de-infância. Bacharel em Direito, poeta e violinista.

1 de abril 1872

A comissão das obras do templo do Senhor dos Aflitos decide abrir subscrição pública porque esmolas dos devotos não chegam para pagar a construção.

31 de março 1913

Fuga de presos da cadeia de Lousada, situada nos Paços do Concelho, fazendo acelerar a reconstrução do edifício. Alguns foram recapturados pouco tempo depois.

30 de março de 1131

D. Afonso Henriques faz doação da vila de Nespereira a Afonso Pais, Prior do Mosteiro de Vilela.

29 de março 1866

Nascimento do Dr. Albano Leite Ribeiro de Magalhães. Delegado do Procurador Régio e Juiz de Direito, fixou-se em Lousada em Maio de 1910, aqui permanecendo cinco anos, liderando o movimento de defesa do concelho contra o eventual concelho de Vizela. Mandou selar o Colégio de Bairros quando da instauração da República.

28 de março 1921

Nascimento de Hildo de Faria Queirós, senhor da Casa de Real (Ordem) e um dos mais distintos oficiais generais da Força Aérea e o primeiro português a pilotar um avião a jacto. Comandante da Base Aérea de Alverca e Presidente das Oficinas Gerais de Material de Aeronáutica. Em Angola foi diretor das linhas aéreas internas do país.

27 de março 1917

Nascimento do Dr. Antero da Costa Morais Pacheco, senhor da Casa das Vinhas e do Carreiro de Baixo (Nevogilde). Bacharel em Direito pela Universidade de Coimbra e acionista maioritário do Jornal de Notícias.

26 de março 1961

O então Tenente-Coronel Soares de Moura, senhor da Casa da Lama (Lodares), estabelece ligação do Negage a Mucaba (Angola), onde se encontravam isolados 20 europeus há perto de um mês.

25 de março 1921

Nascimento de Rui Maria Malheiro de Távora de Castro Feijó, senhora da Casa de Vilar (Vilar do Torno). Diretor da revista “Vértice”, relacionou-se com várias figuras do movimento neorrealista. Participou nos movimentos oposicionistas ao regime fascista e nas campanhas de Norton de Matos e Humberto Delgado. Primeiro Presidente da Câmara de Lousada após o 25 de Abril, membro da Assembleia Municipal, fundador e Presidente da Adega Cooperativa e Presidente da Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes, Deputado à Assembleia Constituinte, Delegado Regional do Ministério da Cultura.

24 de março 1870

Câmara aprova orçamento suplementar e contrai empréstimo para compromissos da construção da estrada Lousada-Aparecida.

23 de março 1838

Manuel Pinto Peixoto de Sousa Vilas Boas é nomeado Comendador da Ordem Militar de Cristo por lealdade à liberdade constitucional.

22 de março 1885

Abertura do Apeadeiro de Meinedo, ao km 43,024 da Linha do Douro.

21 de março 1834

Casamento do Dr. António José da Costa Santos (Juiz Desembargador na Relação do Porto, Delegado do Procurador. Régio em Tuías, Lousada e Felgueiras, e Presidente da Câmara de Deputados), com a sua prima Joaquina Emília de Azevedo Machado, senhora da Casa do Trasvale (Cernadelo).

20 de março 1323

Gonçalo Afonso d' Alvarões e sua mulher fazem doação ao Mosteiro de Bustelo um herdamento em Espindo.

19 de março 1973

É criada a Casa do Povo de Caíde por alvará do Secretário de Estado do Trabalho e Previdência.

18 de março 1295

Por estes dias, o Bispo do Porto, D. Geraldo Domingos, confirma a apresentação do pároco da igreja de Pias pelo Abade do Mosteiro de Sto. Tirso, D. Martim Pires, naquela que foi a primeira confirmação para esta freguesia de que há conhecimento.

17 de março 1911

Nascimento de Rodrigo Fernandes. Músico da Banda de Lousada, à qual dedicou toda a sua vida, foi também copista, dirigente e compositor, sendo autor da obra “O Lousadense”, vencedora do prémio da Melhor Marcha no Concurso Internacional de Bandas, realizado na Alemanha em 1985, com 220 bandas de todo o mundo. Secretário da Junta de Freguesia de Cristelos.

16 de março 1876

Nascimento de Eduardo Vieira de Melo da Cunha Osório, senhor da Casa de Juste (Torno). Vereador da Câmara de Lousada no penúltimo executivo monárquico e o primeiro Administrador do Concelho após a República.

15 de março 1901

Ministro dos Negócios do Reino autoriza a construção, na Vila, de edifícios para escolas primárias para ambos os sexos.

14 de março 1875

Nascimento de José Maria de Melo Geraldes Malheiro. Engenheiro agrónomo no Grémio da Lavoura e vogal da Câmara Municipal. Sucessor da Casa de Vilela, que herdou de seus pais, e da Casa da Quintã, que herdou de seu padrinho, José Maria de Melo Paes de Vilas Boas.

13 de março 1770

Nascimento, na Casa do Porto (Sta. Margarida), de Manuel do Vale Peixoto Pinto de Sousa Vilas Boas. Escrivão da Câmara, Almotaçaria e Direitos Reais, Provedor do Concelho, Fidalgo Cavaleiro da Casa Real, Cavaleiro e Comendador da Ordem Militar de Cristo e último Capitão-Mor de Lousada. Comandante do Batalhão Nacional de Lousada e de Aguiar de Sousa, com ação notável durante as Invasões Francesas.

12 de março 1911

O “Jornal de Lousada” inicia o debate, que não teve efeitos práticos, acerca da necessidade da criação de uma biblioteca municipal.

11 de março 1939

O “Jornal de Lousada” publica a primeira de várias crónicas de Augusto Eliseu de São Boaventura, com o título genérico “Saudades! Saudades!”, que originarão o livro homónimo sobre as peripécias do antigo Administrador do Concelho em 1899.

10 de março 1896

O jornal “O Penafidelense” congratula-se pela beleza da Av. Senhor dos Aflitos, em fase de conclusão, elogiando o trabalho do empregado de Obras Públicas João Ribeiro da Silva.

9 de março 1868

António Barreto de Almeida Soares Lencastre (Conde de Alentém) assume pela primeira vez a presidência da Câmara de Lousada.

8 de março 1955

Nascimento do Dr. Jorge Magalhães. Advogado, Deputado Municipal, Vereador e Presidente da Câmara Municipal de Lousada (1989-2013). Presidente da Associação de Municípios do Vale do Sousa e da Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa. Atleta e dirigente da AD Lousada e Presidente da Assembleia Geral do Clube Automóvel de Lousada. Vice-Presidente da Entidade de Turismo do Porto e Norte.

7 de março 1862

Nascimento, em Alentém, de Cristóvão de Almeida Soares Lencastre, 2º Conde de Alentém, Vice-Presidente da Câmara e Fidalgo Cavaleiro da Casa Real.

6 de março 1868

A Comissão de Viação Distrital aprova a construção do primeiro lanço da estrada Portelas-Lousada.

5 de março 1731

Nascimento de Sebastião Carneiro Carvalho e Vasconcelos, senhor da Casa do Campo (Macieira), que terá mandado esculpir a Pedra de Armas.

4 de março 1919

Nascimento, no Brasil, de Nuno Álvares Adrião de Bessa Lopes. Muito ligado a Lousada por razões familiares, dado ser fº de António de Bessa Lopes (natural da Vila). Licenciado em Direito, diplomata, cônsul de Portugal em Nova Iorque e autor de diversas obras sobre Direito Internacional.

3 de março 1635

Por Bula do Papa Urbano VIII, D. Francisco resignou ao arcebispado de Meinedo.

2 de março 1871

Nascimento de José Teixeira da Mota. Fundador e Diretor do “Jornal de Lousada”, Secretário da Câmara e Administrador do Concelho. Colaborou na criação do caminho-de-ferro de Penafiel à Lixa e na fundação dos Bombeiros, foi dirigente da Assembleia Lousadense, da Santa Casa da Misericórdia, do Lousada Futebol Clube e da Caixa de Crédito Agrícola, e envolveu-se na construção do Hospital, na reabertura do Colégio de Bairros e de um colégio na Vila. Uma das grandes referências do movimento republicano no concelho.

1 de março 1295

O Bispo do Porto, D. Vicente, confirma Martim Pires como abade da igreja de Boim, após apresentação que nele fizera o abade de Santo Tirso e seu Convento.

28 de fevereiro 1750

Elaborados os autos do património da capela da Casa do Cam (Nevogilde), em nome de Maurício Pinto Nunes de Sousa.

27 de fevereiro 1972

É inaugurado o Palácio da Justiça pelo Ministro Dr. Mário Júlio de Almeida e Costa.

26 de fevereiro 1954

Nascimento do Dr. Mário Fonseca. Médico; Presidente da Assembleia Municipal; atleta, dirigente da secção juvenil, Presidente da Assembleia Geral e Presidente da AD Lousada; dirigente de outras coletividades concelhias; Diretor e cronista do jornal TVS e Professor no Colégio Eça de Queirós.

25 de fevereiro 1955

É criada a Adega Cooperativa de Lousada, com escritura subscrita por 54 sócios-fundadores.

24 de fevereiro 1833

Manuel de Sousa, de Penafiel, vende a Casa de Barrimau (Nevogilde) a Luís Pinto de Almeida Soares e a sua mulher, Mariana Júlia Peixoto de Sousa Vilas-Boas.

23 de fevereiro 1892

Nascimento do Prof. Tomás de Barros. Delegado Escolar, Professor do ensino primário, autor de numerosas obras didáticas, fundador da Editora Educação Nacional e Diretor do “Jornal de Lousada”.

22 de fevereiro 1894

Nascimento de Manuel Pires Teixeira da Mota. Integrou o Corpo Expedicionário Português, foi secretário da Câmara Municipal, correspondente de jornais diários e participou em muitas campanhas da oposição democrática, sendo preso e torturado pela PIDE.

21 de fevereiro 1860

Nascimento do Dr. António Pinto de Mesquita Carvalho Magalhães, senhor da Casa de Vila Verde (Caíde). Bacharel em Direito e advogado distinto, foi também Procurador à Junta Geral do Distrito, Vereador da Câmara do Porto e Governador Civil.

20 de fevereiro 1269

O Rei D. Afonso III concede aforamento de um casal na paróquia de Cernadelo a Pedro Moniz e a sua mulher, Maria Dona, e outro aforamento a Martim Martins e sua mulher, Domingas Anes.

19 de fevereiro 1955

O “Jornal de Lousada” informa que a AD Lousada vai promover campanha para a criação do emblema do clube, devendo as inscrições serem feitas no associado António Dâmaso Teixeira Pinto.

18 de fevereiro 1624

Carta de Brasão de Armas passada a António Correia Feijó, antepassado de Rui Feijó, da Casa de Vilar.

17 de fevereiro 1910

O Dr. Álvaro da Mota Alves é nomeado Administrador do Concelho.

16 de fevereiro 1929

Nascimento, em Boim, do Cónego Raimundo Meireles. Professor no Seminário Maior do Porto, Faculdade de Teologia da Universidade Católica e Centro de Cultura Católica. Conservador do Museu de Arte Sacra e Arqueologia do Seminário Maior, Delegado do Cabido da Sé para o Património e elemento da UNESCO, Diretor e membro do Conselho de Redação do boletim “Igreja Portucalense”, após ter sido diretor do jornal “Voz Portucalense”, órgão oficial da diocese.

15 de fevereiro 1870

O “Diário do Governo” publica a lista dos Juízes de Direito substitutos para a comarca de Lousada, indicando os Bacharéis Albino Leite Rebelo da Gama, António Barreto de Almeida Soares Lencastre, João Machado Ferreira Brandão e Joaquim Barreto da Cunha Macedo. Henrique Cabral de Noronha e Meneses era nomeado para a comarca de Felgueiras.

14 de fevereiro 1932

Visita oficial a Lousada do Governador Civil, Major Lobo da Costa.

13 de fevereiro 1871

Nascimento, na Casa das Pereiras (Vilar do Torno), de Rosinda de Castro Pacheco Teixeira Rebelo. Grande Oficial da Ordem de Instrução e Benemerência, pelas suas avultadas dádivas a hospitais e instituições de caridade, como aos Hospitais de Lousada, Ponte de Lima e da Lapa, Misericórdia do Porto e Maternidade Júlio Dinis, onde tem o seu retrato a óleo.

12 de fevereiro 1918

Passou desapercebido o Carnaval, devido à proibição do Administrador do Concelho e à participação de vários combatentes de Lousada na Primeira Grande Guerra.

11 de fevereiro 1932

Nascimento, em Sousela, do Pe. Pio Álvares Duarte. Monge beneditino, iluminista e secretário do Colégio de Lamego, onde também foi prefeito, professor e organista.

10 de fevereiro 1898

Decreto do Rei D. Carlos concede ao Dr. Caledónio Coelho de Sousa e Vasconcelos o título de Visconde de Sousela.

9 de fevereiro 1845

Nascimento, na Casa das Pegas (Covas), do Dr. Leonardo Moreira Leão da Costa. Médico considerado, em Lisboa dedicou-se à clínica particular e envolveu-se na política, a sua paixão, granjeando enorme popularidade pelos dotes de oratória, defesa das classes trabalhadoras e proteção da indústria nacional.

8 de fevereiro 1864

O Dr. Fabião António Pinto de Magalhães Garcia, da Casa das Pocinhas, assume a presidência da Câmara de Lousada.

7 de fevereiro 1701

Batismo de Cristóvão de Almeida Soares de Brito. Fundador da atual Casa de Alentém. Lente de Prima, formado em Cânones pela Universidade de Coimbra. Não era sacerdote e recebeu ordens de presbítero apenas três dias antes de tomar posse da diocese de Pinhel, de que foi Bispo.

6 de fevereiro 1871

Nascimento de Abílio Pinto Leite de Magalhães, Vereador e grande benemérito da povoação da Senhora Aparecida. Assegurou o posto local do Correio, farmácia e escolas primárias para ambos os sexos, e ofereceu à Câmara 2/3 de água potável da mina de Sezões destinada a abastecimento público. Regressado do Brasil, onde foi grande empresário e Comendador no Estado de Pernambuco, fundou e dirigiu o jornal “Vida Nova”, promoveu várias obras de interesse público na Senhora Aparecida e custeou a carreira diária da camioneta de Aparecida ao Porto.

5 de fevereiro 1889

A romaria de Santa Águeda, em Sousela, esteve despovoada devido à grande invernia.

4 de fevereiro 1928

As Comissões Administrativas das Câmaras de Penafiel, Lousada e Felgueiras solicitam ao Governador Civil para interceder junto do Ministro a fim de ser restabelecida a circulação de comboios de Penafiel à Lixa.

3 de fevereiro 1956

Inauguração da escola primária do Cruzeiro (Nespereira).

2 de fevereiro 1657

Batismo, em Caíde, de António Moniz Cerqueira. Tomou hábito em Tibães, vindo a adotar o nome de Fr. António de São Lourenço. Pregador, Prior de Paço de Sousa e durante 30 anos seguidos pároco da freguesia. Abade do Mosteiro de Paço de Sousa e Abade Geral da ordem beneditina em 1722.

1 de fevereiro 1899

Nascimento, na Casa de Vilar (Lodares), do Dr. José Felisberto Ribeiro Peixoto de Queirós. Licenciado em Medicina pela Escola Médico-Cirúrgica do Porto, Subdelegado de Saúde, Médico Municipal, Médico concelhio da Legião Portuguesa, Vice-Presidente da Santa Casa da Misericórdia, Presidente Concelhio da União Nacional, Presidente dos Bombeiros Voluntários e Presidente da Assembleia Geral da AD Lousada.

31 de janeiro de 1913

Um grupo de lousadenses promove a comemoração da primeira insurreição republicana. Na Câmara Municipal realiza-se uma sessão solene presidida por Feliciano José Santos Martins, secretariado por Francisco Pires e por Casimira Rosa, professora no Torno. Intervieram Joaquim da Costa Machado, Antero de Sousa Pacheco e Augusto de Sousa Coelho. Seguiram depois em cortejo ao cemitério de Silvares para homenagear o infeliz democrata Artur de Sousa Lousada.

30 de janeiro de 1969

A firma António Mesquita e Irmãos assume a presidência do Grémio do Comércio.

29 de janeiro de 1945

Nascimento, em Figueiras, do Pe. Albino Sampaio Nogueira, monge beneditino, administrador paroquial de S. Mamede de Negrelos e S. Salvador do Campo (Sto. Tirso) e, desde 1988 responsável pela farmacopeia do Licor Singeverga.

28 de janeiro de 1907

O Dr. Porfírio Coelho da Fonseca Magalhães, da Casa de Valteiro (Sousela), é iniciado na Maçonaria, na Loja Germinal nº 27, do RS, de Coimbra, com o nome simbólico de Voltaire. Veio a ser Presidente da Câmara de Lousada e Deputado na Assembleia Constituinte após a implantação da República.

27 de janeiro de 1835

Nascimento do Monsenhor João Crisóstomo Pacheco Pereira da Cunha. Coadjutor de Cernadelo (1866), protonotário apostólico do Papa e Capelão Fidalgo da Casa Real.

26 de janeiro de 1865

Nascimento do Pe. Francisco António Peixoto. Pároco em Covas durante vários anos. Investigador da História de Lousada, deixou inúmeros escritos no “Jornal de Lousada” sobre a etimologia e evolução histórica das freguesias do concelho, para além de poesias, crónicas e referências importantes sobre o património e personalidades locais. Republicano convicto, faleceu a 17/5/1940.

25 de janeiro de 1919

Grandiosa manifestação de apoio à restauração monárquica reuniu na Vila mais de 3 mil pessoas vindas do Torno, Alentém, Vilar, Caíde, São Miguel, Santa Margarida, Cernadelo e Macieira. No dia seguinte houve manifestações em Covas e na Ordem.

24 de janeiro de 1909

É criado o Grupo Dramático Lousadense.

23 de janeiro de 1563

Celebrado o auto de posse da igreja de Lodares pelo prior do Mosteiro de Cete. 

22 de janeiro de 1787

Nascimento, na Casa da Lama (Lodares), de Bernardino Coelho Soares de Moura, Brigadeiro dos Reais Exércitos e Barão de Freamunde.

21 de janeiro de 1574

O Rei D. Sebastião confirma a honra de Meinedo a Fernão Teles de Meneses. 

20 de janeiro de 1795

Nascimento de Joaquim Artur Archer, que também usava o nome de Joaquim Santo António Archer, devido à grande devoção àquele santo. Foi Presidente da Câmara de Lousada entre 1838 e 1841.

19 de janeiro de 1429

D. Fernando da Guerra, Arcebispo de Braga, confirma para pároco de S. Miguel de Lousada Diogo Álvares, presbítero da diocese do Porto e capelão do Conde de Arraiolos. 

18 de janeiro de 1294

Fernão Pires de Barbosa, rico-homem e membro da Corte, com o apoio das suas três irmãs, apresenta ao Bispo do Porto para a vaga da igreja de Nevogilde o cónego de Ferreira, Pero Martins.

17 de janeiro de 1514

O Rei D. Manuel I concede a Lousada carta de Foral.

Próximos eventos
© 2013 Cm Lousada Todos os direitos reservadosDesenvolvido por