Lousada, 2017
Ano Municipal do Ambiente e Biodiversidade

Pratos Típicos

Cabrito ou Anho no forno

Coloca-se o cabrito em água e sal durante algumas horas. Depois põe-se em vinha de alho (de um dia para o outro), com vinho, alho, sal, limão, louro, pimenta a gosto. Faz-se um estrugido com um bocado de carne gorda de toucinho, colorau e pimenta. Preparado o estrugido unta-se com ele o cabrito, coloca-se na assadeira e vai ao forno.

 


Arroz de Forno

Faz-se uma calda com bocados de presunto, carne gorda de galinha, para dar bom paladar ao arroz. Deita-se o arroz no alguidar de barro ou assadeira, com cebola às rodelas, salsa e um fio de azeite para que o arroz fique bastante solto. Por fim junta-se-lhe a calda e vai ao forno.

 


Cozido à Portuguesa

O cozido à portuguesa é um prato usado em qualquer época do ano, mas tem sempre lugar em festa de cerimónia.
Este prato leva muita variedade de carne. Coloca-se uma panela com água a ferver e deita-se-lhe presunto, galinha, salpicão, chouriço, toucinho fresco e carne de vaca. Quando a carne estiver cozida tira-se da panela e parte-se. Deitam-se-lhe as pencas e as cenouras, depois de estarem meio cozidos juntam-se-lhe as batatas.
Este prato serve-se normalmente acompanhado de arroz de forno.

 


 

Basulaque

O basulaque é um prato característico de algumas freguesias de Lousada, nomeadamente de Meinedo e é usado em dias festivos.

Para a sua confeção é necessário:
Miúdos de carneiro e o bucho, galinha, presunto e salpicão. Há também quem adicione umas sopas de trigo.

Num tacho faz-se um refogado com cebola e azeite, quando o estrugido está no ponto junta-se um pouco de vinho branco. De seguida junta-se as carnes e fica a refogar até tudo estar bem tenro e apurado.

Antes de retirar do lume, acrescenta-se pimenta a gosto e hortelã.

 


 

Rojões

Ingredientes necessários: batatas miúdas, sal, banha de porco amiudada (costelas, rins,...) temperada com sal e alho. Confeção: coloca-se a carne num tacho com um pouco de banha e deixa-se alourar em lume não muito forte. As batatas, às quais se dão um corte, vão a alourar em banha.Este prato é servido com arroz de forno.

 

 

Sarrabulho

Ingredientes: 500g de sangue de porco cozido; 1 colher de sopa de banha de porco; 1,5l de água; canela; limão; 2 bolos de trigo de cantos (padronelo); 1 colher de mel e 200g de açúcar.

Coloca-se a água a ferver e introduz-se um pau de canela e a casca de limão. Junta-se o açúcar, a gordura e o mel.

Parte-se o pão aos bocados e junta-se à água deixando levantar fervura. Introduz-se então o sangue de porco, previamente cozido, amiudado (esfarelado). Deixa-se ferver alguns minutos mexendo bem.

 

 

Sopa Seca Doce

Esta receita está contida no livro de Maria de Lurdes Modesto, "Cozinha Regional", e foi recolhida no concelho.

Para 4 pessoas:

Ingredientes: 1 galinha; 100g de toucinho; 300g de carne de vaca sem gordura; 1 ramo de hortelã; 3 colheres de sopa de mel; canela; açúcar; 250g de pão de trigo de 1ª qualidade.

Levam-se as carnes a cozer em água abundante e ligeiramente temperada com sal. Depois das carnes bem cozidas, côa-se o caldo e junta-se-lhe um ramo de hortelã, o mel, canela em pó e açúcar a gosto, devendo ficar bem doce.

Corta-se o pão em fatias como se fosse para rabanadas e colocam-se num alguidar. Regam-se com o caldo doce quente, devendo ficar bem beberadas. Arranja-se um alguidar de barro vidrado de forma tipo chapéu amachucado.

Polvilha-se com açúcar e canela o fundo do alguidar e vão-se colocando as fatias em camadas separadas por açúcar e canela. A última camada deve ser de açúcar. Cobre-se o alguidar com papel pardo e leva-se ao forno sem, contudo, deixar que fique tostado. Serve-se no próprio alguidar envolvido numa toalha de linho.

Esta sopa serve-se como sobremesa nos casamentos rurais e festas de vindimas.

 

 

Leite-Creme

Ingredientes: 1 litro de leite, 6 gemas de ovo, 12 colheres de açúcar, 2 colheres de farinha maizena, 1 casca de limão.
Num recipiente junta-se um pouco de leite com as gemas, a farinha e o açúcar. Mistura-se tudo muito bem.
O restante leite é colocado a aquecer juntamente com a casca do limão.
Quando levantar fervura, junta-se aos poucos a mistura, mexendo sempre até estar no ponto.

 

 

Pão-de-Ló (a sobremesa característica da Páscoa)

Este doce confeciona-se em várias freguesias do concelho, mais acentuadamente na freguesia do Torno, em pequenas fábricas artesanais, e é muito apreciado nas redondezas.

Ingredientes:18 ovos, 500g de açúcar, 500g de farinha de trigo, limão (q. b.).

Batem-se os ovos (12 gemas e 6 ovos inteiros) com o açúcar, durante uma hora. Em seguida junta-se a farinha e a raspa de limão, mexendo com a mão. Forra-se a forma de barro com papel cavalinho e deita-se a massa dentro. Cobre-se com a outra metade da forma. Antes de meter no forno, verifica-se a temperatura metendo um bocado de papel cavalinho de modo a que este fique amarelado, mas sem queimar.

Leva-se a forma durante cerca de 45 minutos. A forma é de barro, próprio para o fabrico do pão-de-ló.

 

 

Beijinhos de Amor

Ingredientes: 18 ovos; 300g de açúcar; 275g de farinha; 1 c. de fermento; limão q. b.; sal (pitada) e açúcar em ponto.

Batem-se os ovos (3 inteiros e 15 só a gema) com o açúcar e a pitada de sal durante cerca de 40 minutos. A massa deve ficar muito bem batida. Junta-se o fermento e a raspa do limão. No fim junta-se a farinha, mexida à mão e sem bater. Prepara-se um tabuleiro enfarinhado e deita-se a massa dentro às colheres, separadas umas das outras, e vai ao forno (temperatura levemente superior à do pão-de-ló) durante 3 ou 4 minutos.

Faz-se num tacho o açúcar em ponto (açúcar ao qual se adicionou água e se deixou ferver). Arrefece e trabalha-se a massa branca. Com o açúcar em ponto, quente e a massa referida, fria (para não queimar as mãos), cobrem-se as cavaquinhas.

 
Pratos Típicos
  • Basulaque
Basulaque
Próximos eventos
© 2013 Cm Lousada Todos os direitos reservadosDesenvolvido por